Triglicérides – Verdades e Mentiras

Triglicérides - Verdades e Mentiras

A história da arteriosclerose tem vários vilões (colesterol, triglicérides, fosfolipídios, etc.), que fazem parte do metabolismo das gorduras. A formação da placa de gordura (doença coronária, derrames, tromboses, etc.) ainda não está totalmente esclarecida.

Durante mais de trinta anos, foi investigada a relação entre o nível aumentado dos triglicérides e a obstrução da artéria coronária do coração por aterosclerose, porém a sua importância como fator de risco permanece controvertida.

Parece que o papel dos triglicérides está associado ao colesterol – HDL (mau colesterol), principalmente entre as mulheres e a raça branca.

No início dos anos 70, ficou bem caracterizada a existência de distúrbios das gorduras em famílias de sobreviventes de infarto do coração e em familiares de pacientes com aumento exagerado de triglicérides, sendo rotulados de hipertrigliceridemia combinada familial e monogênica familial.

A aterosclerose é uma das principais causas de morte no mundo ocidental, com mais de um milhão de mortes por ano por doença coronária (angina, infarto, morte súbita, etc.) e acidente vascular cerebral (derrames, tromboses, etc.), tendo metade das vítimas menos de 65 anos de idade.

Portanto, a capacidade de prevenir o desenvolvimento de lesões arterioscleróticas tem implicações importantes em saúde pública. Aterosclerose é o depósito de gorduras nos vasos, provocando estreitamento e obstruções através de placas.

O colesterol e os triglicérides fazem parte: de substâncias conhecidas por lipoproteínas, como aquelas que são ricas em triglicérides, em colesterol (VLDL, LDL e HDL), quilomícrons, etc..

Tais lipídios fazem parte de vários processos biológicos importantes, como a síntese da membrana das células e dos hormônios, produção de energia, etc.. Os triglicérides são as principais gorduras nos quilomícrons e VLDL, servindo de energia para o fígado e os músculos.

Os triglicérídes são formados pela esterificação do glicerol, sendo compostos por três ácidos graxos. Tais lípides provêm da alimentação rica em gorduras (manteiga, banha, óleos), laticínios (queijo gordo, natas, leite condensado), ovos, açúcar e doces (chocolate, cremes, etc.), massas e bolos, conservas (azeitonas), batata frita, frutas (uvas, figos, abacate, castanha), aves (caça, ganso, pato e pele de aves), carne gorda e bebidas açucaradas e alcoólicas. Também são sintetizados pelo organismo, principalmente pelo fígado, independentemente do tipo de alimentação.

As gorduras são absorvidas pelos intestinos e caminham no sangue sob a forma de quilomícrons até o destino final, sendo armazenadas no fígado, músculos ou células de gordura (adipócitos).

Diversos fatores podem aumentar as gorduras e facilitar a instalação da aterosclerose, como a obesidade, tabagismo, diabetes e pressão alta. A remoção desses fatores contribui para evitar ou retardar o aparecimento da doença, como é o caso da perda de peso, que reduz os níveis sanguíneos de triglicérides. O diagnóstico é realizado por meio de exame de sangue, cujo valor normal varia de 100 a 200 mg/dL. Nas pessoas acima de 19 anos, considera-se normal até 200 mg. De 10 a 19 anos, 130 e até 10 anos, 100mg/dL.

A prevenção contra a aterosclerose é feita através de modificações na dieta e no estilo de vida. A dosagem desta gordura pode ser realizada com as seguintes finalidades: avaliar o metabolismo lipídico, calcular o VDRL – colesterol e o risco de uma pancreatite, avaliar eventual hipertrigliceridemia secundária ao uso de drogas anti-hipertensiva e para monitorar o tratamento deste distúrbio.

Para melhor caracterizar o problema, não se deve confiar numa única dosagem, pois as variações biológicas ocorrem em 20%, como nas variações na dieta, na atividade física e uso de bebidas alcoólicas.

Portanto, o sucesso no combate ao distúrbio dos triglicérides depende muito da colaboração do paciente e a predisposição para aceitar sugestões, como na modificação do seu estilo de vida.

Triglicérides – Verdades e Mentiras
5 (100%) 1 vote

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *