Uncategorized

Escolhendo o método contraceptivo ideal

método contraceptivo ideal

As características individuais e a idade da mulher devem ser levadas em consideração na hora de escolher um método contraceptivo.

Qual o método contraceptivo que se deve escolher?

Esta é a dúvida de muitas mulheres, uma vez que os métodos contraceptivos são, cada vez mais, uma realidade no mundo em que vivemos. A opção por um ou outro método contraceptivo deve ser feita de acordo com as características da mulher em causa e com a ajuda de um especialista.

Só analisando o caso individualmente se pode optar pelo método contraceptivo que trás benefícios à mulher em causa.

O mesmo método contraceptivo pode ser adequado a uma mulher e ser prejudicial a outra.
As opções atualmente são muitas, desde as Pílulas de estrogênio ou progesterona, à injeção mensal ou trimestral, ao adesivo, anel para uso intra-vaginal e Dispositivo Intra-Uterino (DIU).
As mulheres com ciclos irregulares, fluxo menstrual abundante, acne, e que necessitam de método seguro e acessível são as que deverão usar contraceptivos hormonais.

As mulheres que fumem, que tiveram ou têm tumores sensíveis a hormonas, predisposição a varizes, trombose ou pressão alta não deverão usar este tipo de medicamento pois podem ter mais prejuízos que vantagens.

Deverão, neste caso, solicitar a opinião de um especialista para a escolha do melhor método contraceptivo.

Para além de ser método contraceptivo a pílula é hoje usada no tratamento de cistos ovarianos, endometriose, suspensão da menstruação para controle de anemias, para evitar cólicas ou menstruações dolorosas e programar menstruações.

Outro benefício atribuído aos anticoncepcionais hormonais, centra-se na diminuição de alguns tipos de cancro, como o cancro ginecológico, o cancro do endométrio (tecido interno do útero) e o cancro do ovário.

Métodos contraceptivos hormonais

Minipílula
Tem eficácia menor do que a das pílulas comuns por ser composta de progesterona em dose reduzida, mas é recomendada para mulheres que estiverem a amamentar.

Pílula de progesterona

É indicada para as mulheres que têm intolerância ao estrogênio.

Pílula combinada

A pílula combinada oral é a mais usada. É acessível à maioria das mulheres e possui uma variedade de doses e composições que permitem uma maior flexibilidade no uso e na prescrição.

Anel vaginal

Também é indicado para quem tem problemas na absorção do medicamento oral. É colocado pela própria mulher e retirado ao fim de três semanas.
Injetável mensal ou trimestral
Indicado para quem tem intolerância gástrica à pílula ou distúrbios intestinais. É um método practico pois como é mensal, ou trimestral, não há o perigo de esquecimento na toma diária.

Adesivo ou anticoncepcional transdérmico

Também é usado por mulheres que têm intolerância gástrica à pílula. É colocado na pele e trocado semanalmente.
DIU (Dispositivo intra-uterino) hormonal
É usado por quem não planeia engravidar num prazo de cinco anos. Para colocá-lo, é preciso ir ao médico. O DIU costuma ser indicado para mulheres que têm endometriose ou muito sangramento na menstruação.
Implante subdérmico
Tem a duração de três anos, e é inserido sob a pele com uma seringa. É preciso ir ao médico para retirar o implante. É usado principalmente em mulheres que amamentam e em pacientes com endometriose.

Procure a opinião de um especialista e juntos optem pelo método contraceptivo ideal para o seu caso.

Leia mais aqui.

Escolhendo o método contraceptivo ideal
5 (100%) 1 vote

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.