Uncategorized

Dor nas costas – a coluna pede socorro

Dor nas costas - a coluna pede socorro

De cada dez pacientes com dor nas costas, sete têm problemas de coluna. A causa principal da dor é um erro de postura, isto é, andar, sentar e deitar em posição viciosa.

A correção visa não agredir o eixo de sustentação do corpo – as 33 vértebras da coluna responsáveis por manter o homem na posição ereta, desde que se tornou bípe-de, há 4,5 milhões de anos.

A coluna sustenta a cabeça, a parte supe-rior do tronco e se integra à bacia para arti-cular as pernas, recebendo todo o impacto da lei da gravidade, que exerce uma tremen-da pressão sobre os discos da coluna – os amortecedores do atrito entre as vértebras.

Com o passar dos anos, os discos sofrem desidratação, tornam-se fracos, encurtando a estatura do idoso. É o processo natural de envelhecimento.

Acontece que a má postura também acelera a perda de água nos discos, favorece o atrito entre as vértebras e provoca desgaste ou degeneração.

Para compensar o desequilíbrio, ou défi-cit de sustentação da coluna, o organismo reage com produção de espinhos ósseos (bicos-de-papagaio), solicitação intensa da musculatura para-vertebral e de outras estruturas causando dor e tensão nas costas.

Até os 40 anos de idade, as dores são rápidas (sete dias no máximo) e podem ser eliminadas com analgési-cos, repouso e massagens. Todavia, com o passar dos anos, as dores ficam crônicas, persistentes e de solução problemática.

A prevenção da dor nas costas pode ser feita:

a – criando novos hábitos de postura ao sen-tar, dormir, dirigir, etc. (a hidroginástica, natação e caminhadas são excelentes para melhorar a postura);

b – mantendo o peso, pois o excesso de gordura na barriga aumenta a pressão entre os discos e sobrecarrega a musculatura (o risco é leve com aumento de cinco quilos, moderado de 6 a 8 e grande, acima de 8 kg do peso ideal);

c- evitando o sedentarismo, que leva à flacidez da muscu-latura e necessidade de aumento da contração muscular, com maior pressão nos discos e dificuldade local de circulação;

d – refor-çando a musculatura do abdômen quadris e costas através de musculação e exercícios abdominais, que funcionam como colete de proteção da coluna e, finalmente, renuncian-do ao tabagismo, pois a nicotina dificulta a vascularização dos discos, levando ao enfraquecimen-to pela desidratação.

As lesões mais importantes da coluna são a hérnia de disco, a osteoartro-se e a osteoporose. A hérnia ocorre pelo deslocamento do disco vertebral, com rompimento de seu núcleo e compressão dos nervos que saem da coluna pelo buraco de conjugação.

As dores são referidas no trajeto dos ner-vos, como o ciático para as pernas, o cervical para os braços, etc.. A hérnia também acontece por esforço físico anormal ou le-vantamento de um peso, surgindo dor aguda intensa, com travamento total do segmento atingido.

Na osteoartrose, os bicos-de-papagaio crescem na borda das vértebras, compri-mem os nervos e provocam dor a movimentação do corpo. As dores causadas pelos esporões são rebeldes e incapacitan-tes, Iimitando numerosos movimentos, como o simples ato de se levantar. Na osteoporose, a descalcificação do osso leva à formação dos bicos, com dores violen-tas.

Contra a dor existem alguns procedimentos recomendados pelos especialistas, como o RPG (reedução postural global), shiatsu (massagem japonesa), acupuntura, fisioterapia, etc.
O importante na prevenção das enfer-midades da coluna é a incorporação na rotina da vida de hábitos saudáveis, princi-palmente não se render ao sedentarismo ou qualquer forma de acomodação.

Agitar é preciso, para melhor qualidade de vida.

Dor nas costas – a coluna pede socorro
5 (100%) 1 vote

Sobre o autor | Website

Para enviar seu comentário, preencha os campos abaixo:

Deixe uma resposta

*

Seja o primeiro a comentar!

Por gentileza, se deseja alterar o arquivo do rodapé,
entre em contato com o suporte.